Últimas Galeria


Direitos Autor



Título: Uma voz contra o triunfo de todos os porcos- 2
Publicado por: Manuel Saiote

Digo o que digo para não dizer mais

e fico parado a observar diferentes e iguais

que por aí andam em bolandas

à laia de importantes demandas

coisas de capotes de vilanazes fulanos

que se miram dourados e ufanos

diante do vislumbre cego por fé

natural ao abrutalhado Zé.


Digo o que digo para não calar

o som vomitado da fome de gritar

a raiva que carcome o juízo já quebrado

do leigo que se sente apertado

da carteira à barriga

e que tem a vida feita numa briga.


Digo o que digo enquanto puder

por saber que a palavra ainda se pode dizer

e que dela nasce a vontade de resistir

às mortes que estão para vir.


Digo o que digo com ganas de mais dizer

ao sentir que a voz que me vai crescer!



MJMS


Partilhar:


Para poder comentar necessita de iniciar sessào.

©2018. Todos os direitos reservados